(35) 3435-1611 (35) 98863-5371
Sindicato

Sindicatos e representações metalúrgicas prom

manifestação na sekid.indd

Sindicatos e representações metalúrgicas promovem manifesto em frente à empresa Teksid por Campanha Salarial descente

  As federações FEM/CUT/MG, FITMETAL, FEMETALMINAS e Sindicatos de várias regiões de Minas, assim como o STIMEIC, se juntaram para realizar um manifesto na última quinta-feira (30/10/2014) e chamar atenção dos trabalhadores para pressionar a patronal por uma Campanha Salarial descente. Há 5:30 horas da manhã, cerca de 80 companheiros sindicais estiveram em frente da empresa Teksid em Betim, Minas Gerais, com um carro de som e cartazes barrando a entrada de ônibus que entrariam na empresa e solicitaram que os trabalhadores descessem antes para ouvirem o que os dirigentes sindicais tinham para apresentar sobre a atual negociação para a Campanha Salarial. Apesar disto, os trabalhadores não foram impedidos de entrarem na empresa, apenas tendo um curto espaço de tempo ao se deslocarem em frente à manifestação para expor a baixa oferta da patronal. Até agora a FIEMG ofereceu 5,5% de aumento para empresas com até 50 funcionários, sendo 4,5% a ser pagos a partir de 1º de outubro e 1% em março do ano que vem. E para empresas acima de 50 funcionários, 6%, sendo 5% a partir de 1º de outubro e 1% em março de 2015. Algumas horas mais tarde, parte do grupo dos sindicalistas se reuniram na Escola Sindical 7 de Outubro, em Belo Horizonte, para traçar estratégias para as próximas ações da Campanha Salarial 2014/2015. Os dirigentes concordaram que devido as eleições, as empresas viam se mantendo na expectativa para os próximos passos a serem tomados, caso o governo Dilma não se elegesse. Agora com o cenário eleitoral definido, as propostas serão possivelmente apresentadas e, para os companheiros sindicais, há a possibilidade de uma melhor proposta e um acordo em breve fechado, mas caso isto não ocorra, poderão ocorrer novas manifestações e pressão para a conquista de um aumento digno no salário.

manifestação na sekid.indd

Reunião dos sindicalistas após a manifestação