(35) 3435-1611 (35) 98863-5371
Sindicato

Ministro recebe sindicalistas visando garanti

Tal medida também poderá beneficiar indústrias do setor

Sem título-1

O Conselho Nacional de Trânsito – Contran, órgão subordinado ao Ministério das Cidades anunciou no dia 17 de setembro que o extintor de incêndio deixará de ser obrigatório em veículos de pequeno porte, o que gerou reclamações de consumidores que trocaram recentemente o equipamento pelo tipo ABC. E se não bastasse, surgiu uma onda de alerta de possíveis demissões caso esta medida tomada pelo Contran siga em frente.

Assim que foi anunciada a Resolução, os sindicatos e empresas se mobilizaram para tomar medidas que garantam os empregos dos trabalhadores de empresas ligadas a fabricação de extintores, pois existe uma cadeia de empresas que fabricam acessórios para os mesmos.

Em reunião realizada em Brasília (22/09), representantes dos Sindicatos de Extrema – MG, Écio da Silva, de Pouso Alegre – MG, Francisco Filho (Piauí) e Carlos Roberto (Carlão), de São Bernardo do Campo – SP, Vagner Santana, o presidente da FEM/CUT-SP, Luiz Carlos da Silva, o deputado federal Vicente Paula da Silva, o assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República, José Lopez Feijó e o Ministro das Cidades, Gilberto Kassab, além de representantes das empresas que produzem extintores, debateram caminhos que defendam a manutenção do emprego dos trabalhadores envolvidos e a manutenção do funcionamento das indústrias.

Ao final da reunião, Kassab solicitou que as empresas não dispensassem os trabalhadores deixando uma esperança de que poderia surgir uma proposta que contemplasse a expectativa de todos. Em breve será feito o agendamento de uma nova reunião.

1442937547794

Representantes da empresa Kidde e o sindicalista Écio