(35) 3435-1611 (35) 98863-5371
Sindicato

CUT/MG e Marcha Mundial realizam primeiro mód

grupo 3 menor

CUT/MG e Marcha Mundial realizam primeiro módulo Curso de Formação de Mulheres

 

Atividade, que contou com mais de 100 inscritas, debate reforma política e paridade de gênero na Escola Sindical 7 de Outubro

 

A Secretaria de Mulheres da Central Única dos Trabalhadores de Minas Gerais (CUT/MG), em parceria com a Marcha Mundial de Mulheres, realizou no final de semana o primeiro módulo do Curso de Formação de Mulheres, na Escola Sindical 7 de Outubro, no Barreiro, Belo Horizonte. Com mais de 100 inscritas, a atividade contou com dirigentes e militantes de sindicatos CUTistas de todo o Estado e dos movimentos sociais. Elas participaram de debates sobre os efeitos da reforma do sistema político para as mulheres e a paridade de gêneros, tanto no movimento sindical quanto na política.

No sábado (13), as palestrantes sobre o tema reforma do sistema político foram Maria Júlia Monteiro, da Marcha Mundial das Mulheres,  e Lilian Daniela dos Anjos, do Movimento dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Desempregados (MTD). No domingo, falou sobre paridade de gêneros Regina Perpétua Cruz, presidente da CUT Paraná e integrante do Coletivo Nacional sobre a Mulher Trabalhadora da CUT. O segundo e o terceiro módulos do Curso de Formação, segundo a secretária de Mulheres da CUT/MG, Teresinha de Souza Trindade, serão nos dias 6 a 8 de março em Varzelândia; e entre os dias 26 e 28 de abril, em Belo Horizonte, com igual número de inscritas. Em janeiro ou fevereiro, será realizado o Encontro Estadual de Mulheres, preparatório para o Encontro Nacional, marcado para março.

As participantes do curso aprovaram, também, a redação de uma nota de repúdio às declarações do deputado federal Raul Bolsonaro e de apoio à deputada Maria do Rosário. A CUT Nacional convocou para quarta-feira (17), em Brasília, um ato público de repúdio ao deputado federal.

“A CUT convocou um ato de repulsa a esta atitude de Jair Bolsonaro. Não é possível que ainda existam homens que não se indignem com um comportamento destes. Estupro é crime, como matar. Um senador, candidato à presidência da República, chamou uma mulher de leviana. Um deputado federal, pago com o dinheiro público, disse que uma deputada não merecia ser estuprada por ele. Nós mulheres, precisamos redobrar a nossa vigilância e fortalecer a nossa militância”, afirmou a presidenta da CUT/MG, Beatriz Cerqueira, no início da tarde de domingo (14), no encerramento da atividade.

A presidenta da CUT/MG, Beatriz Cerqueira, agradeceu a participação de todas, da presidenta da CUT Paraná, Regina Perpétua da Cruz, da Marcha Mundial de Mulheres, e a dedicação da secretária de Mulheres da CUT/MG, Teresinhade Souza Trindade, que organizou e coordenou o Curso de Formação. “Agradeço a presença de todas vocês, a Marcha Mundial de Mulheres e o trabalho da Teresinha, que está na Secretaria de Mulheres, em junho, e cumpre o compromisso que assumimos com a formação.  Teresinha é uma excelente companheira, que extrapolou em disposição. Reconheço o esforço e a dedicação de todas, que ficaram neste final de semana conosco. Vamos aproveitar o restante de dezembro para renovarmos as forças para as lutas de 2015. Gastamos muita sola de sapato neste ano, principalmente no período eleitoral, e o saldo foi positivo. Que 2015 seja um ano de lutas e de muitas conquistas.”

Beatriz Cerqueira fez um agradecimento especial à presidenta da CUT Paraná, Regina Perpétua da Cruz. “Quando assumi a presidência da CUT/MG, fui muito bem acolhida pelas mulheres que estavam nas presidências de outras estaduais, principalmente pela Regina. Começamos a construir um elo para compreender este mundo machista que é o sindical. Agradeço o desprendimento da Regina. Que nos repassou a sua experiência e  o seu conhecimento”, acrescentou a presidenta da CUT/MG.

sandra 2 mnenor

As dirigentes do STIMEIC, Alexandra e Andréia Araújo participaram do evento

A matéria na íntegra e mais fotos poderão ser vistas em: http://www.cutmg.org.br/destaques/776/cut-mg-e-marcha-mundial-realizam-primeiro-modulo-curso-de-formacao-de-mulheres#ad-image-131