(35) 3435-1611 (35) 98863-5371
Notícias
SEC. MULHERES DO STIMEIC

NOTA DE PESAR E REPÚDIO

Nós da Secretaria de Mulheres do STIMEIC, vimos por meio desta nota, manifestar nosso pesar e repúdio aos atos bárbaros de feminicídios ocorridos em nossa região e que endossam os índices alarmantes de violência contra a Mulher.

Em especial, o caso de M. D. R assassinada pelo seu ex-companheiro dentro do seu salão de beleza em plena luz do dia em Extrema - MG. Nossa indignação só aumenta ao saber que segundo informações de amigos e parentes, ela já havia o denunciado e já tinha uma medida protetiva acionada, e que ela acreditava que estava amparada pela justiça.

Além deste caso, somam – se outros relatos de mulheres que foram esfaqueadas, espancadas, estupradas, além de relatos de assédio sexual que as mulheres vivenciam diariamente.

Cobramos das autoridades policiais e judicias plena efetivação da Lei Maria da Penha que cria mecanismos para coibir e prevenir a violência doméstica e familiar contra a mulher. Cobramos a criação da Delegacia de Mulher em Extrema e melhora das medidas protetivas. Dados confirmam a necessidade de tomar estas medidas, segundo pesquisa de 2010 da Fundação Perseu Abramo, cinco mulheres são espancadas a cada dois minutos no país; uma em cada cinco mulheres afirmaram que já sofreram algum tipo de violência de um homem, conhecido ou não. O parceiro é responsável por 80% dos casos reportados.

É necessário que as mulheres rompam com o silêncio que as aprisiona em relações de dominação e violência, mas é igualmente importante o envolvimento da sociedade, dos governos e demais órgãos públicos para a prevenção da violência contra a mulher, contribuindo e efetivando politicas públicas de combate a violência de gênero. Entre tantas urgências, nos manifestamos pela garantia dos direitos humanos das mulheres, que implica na plena efetivação da Lei Maria da Penha e por uma educação que favoreça uma cultura não sexista capaz de combater o machismo e a violência contra as mulheres e meninas.

NOSSAS VIDAS IMPORTAM, DENUNCIE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER!   Ligue 180