(35) 3435-1611 (35) 98863-5371
Notícias

Dia Internacional da Mulher

Nesta terça-feira, dia 8 de março, trabalhadoras da CUT de todo o Brasil vão às ruas para celebrar um carnaval diferente. No Dia Internacional da Mulher, os eixos de igualdade no trabalho, valorização do salário mínimo, acesso à creche e fim da violência contra a mulher farão parte da folia em todo o território nacional (leia programação abaixo).

No País que elegeu pela primeira vez uma mulher presidenta, a desigualdade ainda persiste. Segundo estudo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) sobre a diferença de oportunidades entre homens e mulheres, o Brasil ocupa a 80.ª posição em um ranking de 138 países.

Para a CUT, a mudança desse cenário passa pela valorização do salário mínimo e pela manutenção da política que reajusta o valor anualmente, já que mesmo com um tempo maior de estudo, as mulheres são maioria entre os que ganham o mínimo: uma em cada 10 recebe esse valor, enquanto para os homens, a proporção é de um em cada 20, segundo dados do Ministério do Trabalho.

Creches e violência –A central defende ainda um maior investimento em creches públicas e educação infantil em tempo integral, visto que a responsabilidade sobre a criação dos filhos na esmagadora maioria das vezes cabe às mães, que precisa deixar o trabalho para cuidar dos filhos e impede a participação também da vida cultural, política e de lazer.

Segundo o Ministério da Educação, o número de creches atende somente 11% do total de crianças de 0 a três anos.

Outra grande conquista das mulheres é Lei Maria da Penha (11.340), sancionada em 2006 pelo governo Lula para coibir a violência, principalmente doméstica, e a trata como crime e não assunto privado. Também estabelece agilidade no processo de prisão e criação de instrumentos que protegem as vítimas e seus filhos.

Porém, apesar de vigorar há cinco anos, ainda não está consolidada.  Em janeiro deste ano, a 6ª turma do Superior Tribuna da Justiça (STJ) decidiu que a lei pode passar a ser ignorada no julgamento de casos de violência doméstica e familiar nas situações de crimes de menor potencial ofensivo, que possuem pena inferior a um ano.

Os processo poderão ser suspensos, de acordo com o comportamento do réu. Dessa forma, o STJ altera a proibição da suspensão de processos mesmo com o desejo da vítima de agressão.

Para que as conquistas não retrocedam e os direitos sejam ampliados, as trabalhadores cutistas vão às ruas.

Acompanhe abaixo a programação:

CEARÁ
15 de março
9º Encontro Nacional da Mulher Urbanitária
Fortaleza

9h- Apresentação Cultural
9:15h –ABERTURA
Franklin Moreira – Presidente da FNU
Fernando Avelino – Presidente do Sindicato dos Urbanitários do CE
Maria das Graças Costa – Presidenta da CONFETAM
Carmem Silva Ferreira – Sec. da Mulher – CUT-CE
Amelia Fernandes Costa – Sec. Da Mulher Urbanitária da FNU

9h30 – DINÂMICA DE APRESENTAÇÃO
10h – O DESAFIO DA MULHER NOS ESPAÇOS DE PODER
Maria das Graças Costa – Presidenta da CONFETAM
Amelia Fernandes Costa – Presidenta do Sind. Urbanitários/AL
Coord. Magno dos Santos Filho – Sec. Geral - FNU

11h – Debate
12h – Almoço
13h30h
Apresentação da Pesquisa Diagnóstica –  Raça– LGBT– Juventude (DIEESE/FNU)
14h – Resgate das Ações da Secretaria da Mulher da FNU
Amelia    Fernandes Costa– Sec. da Mulher
14:30h - Experiências e Subsídios para a busca da Igualdade deOportunidades no trabalho e na Vida
Maria das Graças Costa – Presidenta da COFETAM
15h – OFICINA PARA CONSTRUÇÃO DO PLANO DE AÇÃO DO COLETIVO DE MULHERES DA FNU – TRABALHO EM GRUPOS
16:30h – Apresentação dos Trabalhos da Oficina e Debate
18h – Encerramento dos Trabalhos
21h – ATIVIDADE DE CONFRATERNIZAÇÃO E INTERGRAÇÃO DO COLETIVO – BAILE A FANTASIA – MULHERES NA FOLIA!

ESPÍIRITO SANTO
11 de março

Mulheres  Construindo o Futuro, com público previsto para 150 pessoas.
Auditório do Sintraconst – rua Pereira Pinto n° 29 - Centro- Vitória
13h às 17h30

GOIÁS
8 de março – 15h

Bloco das Margaridas da CUT no Carnaval da cidade de Goiás
Concentração no Largo do Rosário e desfile pela cidade de Goiás

10 de março – 17h30min
Lançamento da Marcha das Margaridas em Goiás
Centro Pastoral D. Fernando – Goiânia

25 de março
12 horas de vigília pela não violência contra a mulher
06h às 18h
Terminal Padre Pelágio

28 de março
Seminário Estadual de Mulheres 
9h às 17h
Assembléia Legislativa
 

MATO GROSSO
25 de março

I Encontro da Mulher Trabalhadora
Auditório do Sintep(Rua Mestre João Guimarães, 102 - Bairro Bandeirantes - Cuiabá-MT, a partir das 9h
 

PARANÁ
18 de março
Seminário Igualdade de Oportunidades e o Empoderamento das Mulheres
Local: Rua Rio de Janeiro, 854, Centro – Londrina Horário – 9:30h às 16:30h

Abertura
Café da manhã – 9:30h às 10h
Seeb Londrina, Secretaria Municipal da Mulher; Secretaria Estadual da Mulher Trabalhadora da CUT-PR e Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora da CUT.

1ª Mesa –  Igualdade de oportunidades, na vida no trabalho e no movimento sindical Exposição - Secretaria Nacional da Mulher Trabalhadora – Rosane Silva 10h às 10:40h
2ª Mesa – Mulheres no mercado de trabalho e representação sindical Exposição – Secretaria Estadual da CUT – PR – Regina Pérpetua da Cruz 10:40h às 11:20h Debate 11:20h às 12:30h Almoço – 12:30h às 14h
3ª Mesa – Gênero e igualdade de oportunidades no trabalho – a experiência da categoria bancária Exposição – Eliana Maria dos Santos (exposição do resultado da tese de doutorado em sociologia sobre o tema) – 14h às 15h Debate 15 h 16h Encerramento 16:30 h

RIO DE JANEIRO
8 de março

Bloco: Maria Vem com as Outras (composto por mulheres)
Concentração: Praça Cardeal Câmara – Lapa
Hora: 17:00

24 de março
Campos dos Goytacazes
Plenária: Mulheres de Opinião, Mulheres que Falam
Tema: Marcha das Margaridas
Combate à Violência Contra as Mulheres
Local: Staecnon (Sindicato do Saneamento) - Auditório
Rua: Marechal Floriano, nº 147 – Centro
Hora: 15:00
Organização: CUT RJ, Petroleiros, Staecnon e Bancários

29 de março
Debate: Mulheres de Opinião, Mulheres que Falam
Mesa:  Marcha das Margaridas (Autonomia, Igualdade e Liberdade)
Hora: 10:00 às 13:00
Mesa: Formação de Dirigentes, atuação em Comissão e Secretaria de Mulheres
Hora: 15:00 às 18:00
Local: Auditório da CUT RJ – Pres. Vargas, nº 502 – 15º andar

SANTA CATARINA
16 de março
Seminário regional na Escola Sindical Sul
Av. Luiz Boiteux Piazza, 4.810 - Ponta das Canas
9h – Debate
Construindo direitos e justiça: a Lei Maria da Penha como um caminho

14h – Oficinas
. As mulheres e a mídia
. As origens da violência contra a mulher
. Igualdade e oportunidades no mundo do trabalho

SÃO PAULO
Ações Unificadas das Organizações e Movimentos Sociais de Mulheres em São Paulo

8 de Março
Bloco de Carnaval Feminista “Adeus, Amélia!” às 14 horas no Minhocão

12 de Março
Manifestação e Ato do Dia Internacional de Luta das Mulheres:  Feministas em luta por autonomia e igualdade ! Contra o machismo e o capitalismo! Às 9h30 na Praça Roosevelt ( Rua da Consolação, 605 - Antiga sede do CIM ) em frente a igreja da consolação, com caminhada até a Praça da Sé!