(35) 3435-1611 (35) 98863-5371
Notícias
Marcha Mundial da Mulheres/STIMEIC

10 razões para marchar contra a reforma da previdência

A Secretaria de Mulheres do STIMEIC parabeniza todas as mulheres pelo seu dia!

Celebrar as conquistas das mulheres até este momento é muito importante, mas infelizmente os direitos duramente conquistados estão em risco com este governo de ultradireita que está à frente de nosso país, não podemos aceitar que a vidas das brasileiras piorem sem lutarmos contra todo tipo violência, e a principal luta no momento é contra a reforma da previdência. Essa reforma irá na verdade destruir a previdência no Brasil e piorar as condições de vida de toda a população.

Confira as 10 razões que elencamos para marchar contra a reforma da previdência!

1) Nós mulheres somos a maioria entre as pessoas desempregadas, as que ocupam os empregos mais precários e informais, sem carteira assinada.

2) Esse projeto de mexer na previdência é perverso com as mulheres em geral, mas ainda pior para as negras e as mulheres rurais, para as professoras e muitas trabalhadoras domésticas que só há pouco tempo começaram a ter direitos trabalhistas.

3) É mentira que não tem dinheiro para pagar as aposentadorias. Tem muita propaganda do governo falando que existe um rombo na previdência, mas isso é mentira. Se falta dinheiro, é por falha na arrecadação porque tem muitas empresas devendo para o governo. Além disso, o dinheiro está sendo desviado para outras coisas.

4) Nós mulheres somos as principais responsáveis pelo trabalho doméstico e de cuidados: somando o trabalho remunerado e o trabalho doméstico não remunerado trabalhamos 55,1 horas por semana, enquanto os homens trabalham 50,5 (IBGE 2015). Além disso, pela responsabilidade com os cuidados de crianças e também de idosos, entramos e saimos mais vezes do mercado de trabalho e ocupamos a maioria dos cargos de trabalho precário e informal.

5) A situação da maioria de nós é que ao longo de nossas vidas ficamos alguns períodos sem contribuir para a previdência, mesmo trabalhando. É por isso que a maioria se aposenta por idade. A cada 100 mulheres aposentadas na cidade, 66 se aposentou por idade.

6) Nós mulheres somos a maioria das pessoas que recebem o BPC, porque temos menos acesso aos direitos previdenciários devido às dificuldades de inserção no mercado de trabalho. O BPC é um direito garantido pela Constituição. É uma renda básica no valor de um salário mínimo, pago às pessoas com 65 anos ou mais, pessoas com deficiência, que não têm condições de trabalhar, e que têm renda familiar per capita de até ¼ do salário mínimo. É um benefício da assistência social.

7) Eles dizem que a expectativa de vida aumentou, que as pessoas vão viver mais e que por isso as pessoas têm que se aposentar depois. Mas poder viver menos ou mais tem a ver com as condições reais e concretas de vida, e pode variar muito com as desigualdades de raça, sexo e classe.

8) Aposentadoria não é mercadoria! É um direito que todas as pessoas precisam ter porque nosso trabalho sustenta a economia! Bancos e seguradoras é que vão se dar bem com a diminuição das aposentadorias.

9) Queremos uma Previdência Social que seja pública, universal e solidária! Isso significa reconhecer direitos de aposentadoria para todas as pessoas, porque todas contribuem com a economia. Queremos que a aposentadoria digna seja garantida pelo Estado como um direito.A previdência precisa ser solidária e redistribuir a riqueza produzida entre toda a população sem que a raça, o gênero e a classe determinem que algumas poucas vidas valham mais do que a maioria.

10) Nós mulheres somos contra a reforma da previdência e as políticas de ajuste neoliberal, porque não aceitamos a imposição dessa lógica individualista que empurra as pessoas a se virar e conseguir as condições básicas de vida nessa sociedade violenta e dominada pelo mercado. Para conquistar igualdade e autonomia, nós lutamos para que a sociedade inteira mude!